E se fez a luz

O Curso de Professores acabou e estou cheia de saudade. Como é bom passar um tempo com pessoas que têm o mesmo pensamento e objetivos que você, mesmo quando existe uma discordância, você sempre aprende algo com o argumento do outro. São momentos como os que aconteceram esta semana que me fazem ter certeza das minhas escolhas, assim, quando existem os altos e baixos e incertezas, essas lembranças me fortalecem e me indicam que estou no caminho certo!

Este curso acontece todos os anos nas férias, em janeiro ou julho, e muitas pessoas participam todos os anos, afinal, como a nossa vida, a arte é mutante. Você poder tocar a vida das pessoas é algo maravilhoso, um dom...fazê-las sentir o prazer de produzir arte com seu corpo, desenhar a música com seus movimentos, dividir essa experiência com o parceiro(a), se emocionar e emocionar a quem assiste...modificar sua vida, se tornar mais tolerante, melhorar sua forma de expressar o que sente, sua auto estima...uma mudança total em seus relacionamentos, amorosos, de amizade, trabalho e principalmente consigo mesmo e diante da vida.

Já desejei ter muitas profissões, mas uma certeza eu sempre tive, queria provocar mudanças, e creio que tenho essa benção divina, através de uma arte despertar essas mudanças nas pessoas e por consegüinte em mim mesma.  Com boa música, respeitando os corpos, o histórico social de cada pessoa, seus anseios...Isso aí, se as pessoas tiverem a oportunidade de ter uma aula com uma professora(or) que tenha esses principios e não seja mais um reprodutor de passos, nunca mais olharão com desdém ao perguntar minha/sua profissão, com todo orgulho diga articulando bem: PROFESSORA DE DANÇA DE SALÃO!

p.s.Depois comento os dias que faltaram do curso.

Terceiro dia

Uma performance da música "Sexy" da Beyoncé, só corpo sem voz. O aquecimento vocal diário, desde a boca - quiusa até achar a embocadura certa, muito mmmmmmmmmmmmmmmmm aaaaaaaaaaaaaaa, mmmmmmmmmm eeeeeeeeeeeeee, mmmmmmmmmm iiiiiiiiiiiiiiiiiii...Até recomeçarmos o treino do "The Rocky...", agora já com um pouquinho da coreôgrafia. Demos uma passadinha no "The Phantom of the opera" (cantamos em inglês) também.

Luigi e mais divisões ritmicas, agora com samba, zouk (música) e forró. Os oitos e suas formas corretas de contagem. Sempre ressaltando que a contagem tem que ser didática para a aula de dança, pois musicalmente falando existe uma grande diferença. Aprendemos alguns movimento do chá chá chá em Ballroom, como o "open hip twist", imagina assimilar o italiano com português esforçado falando em inglês...

Mais tango com Jaime e Bianca, mais esses, giros,perna, perna, perna, condução, condução, pontos antagônicos...Depois um sambinha gostoso e uma pausa para se falar de sentimento, falar em dar prazer a dama, se entregar e não uma exibição a cada vez que se coloca os pés no salão, uma delícia, depois disso o samba foi outro...Saideira uma lambada zouk para relaxar.

 

Dia lindoooooooooooooooooooooo!!!

 

Início do segundo dia

Teatro Musical (estou amandoooo), separação das vozes, baritônos, tenôres, contraltos, mezzo sopranos, sopranos e baixos. Carlos Leça está encantado com o potencial da turma, disse a um dos organizadores do evento, que em treze anos nunca teve alunos assim, com tamanho potencial ( num ouviu minha voz separada ainda ). 

Tivemos " Meu bem querer", "Bem que se quis" e "Carinhoso" cantadas com as vozes masculinas e femininas separadas; E também a grande peça "O Fantasma da Ópera" (morra de inveja Elza, " - The Phantom of the opera is thereeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee...")

Ah, e hoje  já ensaiamos um trecho do "The Rocky Horror Show" (" - Deixe o rock rolaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaar, faça o tempo voltaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaar") 

 

Ai, ai...tentarei mantê-los informados, sabe como é cyber na zona sul "é os zóio", eu anotarei no meu caderninho para quando puder escrever mais barato, quer dizer com calma

 

 

p.s. Aprendemos também a diferença de voz falsete, de   cara e de peito.                                                                                             

Curso para Professores do Jaime Arôxa

 

Embora já trabalhe com dança e já tenha feito aulas com Jaime em workshops e congressos, senti necessidade de me aprofundar em sua metodologia. Durante esta semana acontece o curso para professores lá na Companhia Jaime Arôxa em Botafogo; um intensivão de cinco dias em que nos dedicamos a estudar os métodos de ensino e a dança de Jaime.

Primeiro dia (ontem), depois do discurso de boas vindas de J.A., iniciamos a  primeira aula, Teatro Musical. Carlos Leça(que já fez brodway) e está em cartaz com "Cauby", nos iniciou no mundo maravilhoso dos musicais; Sua proposta essa semana, é fecharmos um número de "The Rocky Horror Show" , que por coincidência eu assisti a um documentário no sábado, que falava sobre filmes "trash" que passavam na sessão da meia noite nos USA e que por isso viraram "cult".  Trata-se da estória de um grupo de extraterrestres que tem como objetivo criar novos seres humanos, por si só, já seria um terrir e ainda conta com personagens muito peculiares como uma espéciede drag/vampiro...Fizemos  vocalizes e outras técnicas de aquecimento vocal, ensaiamos "Carinhoso" em algumas  vozes e treinamos fazer isto em pares com relação de olhares.

Veio a aula de Jaime, postura, condução, bundas sorridentes, cortes de cordões umbilicais e outras técnicas só dele...

Aula de Luigi (professor italiano), que veio nos mostrar o chá chá chá e todos os trejeitos do Ballroom Dance, muitas divisões ritmicas sempre priorizando o aproveitamento corporal da melodia.

Depois do almoço, Jaime e Bianca com o tango e suas nuances, em seguida a salsa e seus floreios.

Dia rico e dinâmico!!!

 

 

p.s. Óbviamente que consigo reproduzir só uma pequena impressão do dia tão maravilhoso!!!

Preso casal acusado de dar golpe em duas mil pessoas

 

 

17:33 23/07


 

Um casal foi preso na madrugada de ontem acusado de ter dado um golpe em cerca de duas mil pessoas. As vítimas eram convidadas a invadirem casas populares em construção supostamente pelo governo do Estado. Para isso, deveriam pagar R$ 65 a R$ 130 a título de taxa de inscrição numa organização não-governamental. Como as invasões eram constantemente adiadas, algumas pessoas lesadas começaram a desconfiar do casal e denunciaram o golpe à polícia na noite de sábado.
 
Leia mais
 
Quando eu digo que não vejo legitimidade nesses Mst, Mslt e sei lá mais o que...
Comportamento
Lei de 1926 proíbe dança em NY


Enviada por João Paulo Machado
23/07/2006 - 14:01




Uma lei de 1926 vem causando polêmica em Nova York. Tudo porque o atual prefeito, Michael Blommberg, lançou mão dela para fechar cinco casas noturnas de Manhattan.

Bloomberg reviveu a lei que proíbe a dança e bares. Isso mesmo! A lei foi criada para evitar relações inter-raciais e o ?escândalo público?. Graças à lei, apenas algumas poucas casas noturnas de Nova York têm pista de dança.

Ninguém mais se lembrava dessa lei, até o ex-prefeito Rudolph Giuliani usá-la para fechar dezenas de bares durante o seu mandato. Agora, o atual prefeito se recusa a revogá-la.

Um grupo de ativistas, que denunciou a existência da bizarra lei, resolveu fazer um protesto para tentar conseguir sua revogação. Ele reuniu dançarinos, artistas, rappers e cidadãos interessados em chacoalhar o esqueleto na frente da casa do prefeito. Já que não eles não podem dançar nos bares, vão dançar na rua.
http://minhanoticia.ig.com.br/materias/380001-380500/380331/380331_1.html

Já pensou isso aqui!?! Cruzesssssssssssssssss

Trechos do blig da jornalista Luciana Bonadio sobre o caso Suzanne. http://bligrichthofen.blig.ig.com.br/

 

 

22/07/2006 02:13
O juiz Alberto Anderson Filho proferiu a sentença que condenou Daniel e Cristian Cravinhos e Suzane von Richthofen por duplo homicídio triplamente qualificado. Daniel e Suzane cumprirão 39 anos e seis meses pela morte dos pais dela e Cristian, 38 anos e seis meses pelos assassinatos e por furto. Eles ouviram as sentenças com a cabeça baixa, quietos, e foram retirados do plenário logo em seguida.
enviada por Luciana Bonadio

enviado por: Solange

Essa condenação só ocorreu devido a forte pressão da imprensa que não deixou cair o caso no esqecimento da população. Será que se essa mesma imprensa fizesse isso com os nossos politicos sujos e corruptos, a esperança do brasileiro não reascenderia? Pensem nisso, cade a Condenação do Sr. Paulo Maluf, do Sr. Luis Inácio, de todos os politicos que terminou em pizza e estão livres e sendo pagos por isso, estes não nos deram pauladas com um bastão na mão, foi pior do que isso... deram pauladas na nossa dignidade, nossa esperança, esses não roubaram somente, nos deixaram na miseria... miseria essa que esta a cada dia ficando mais irreversivel... e continuam manipulando a todos e mudando as cenas dos crimes que continuam cometendo contra a população... Qual a diferença entre os dois crimes? POR FAVOR IMPRENSA, VOCÊS VIRAM DO QUE SÃO CAPAZES... NÃO DESISTAM E NÃO SE VENDAM... CONTINUEM DENUNCIANDO... PEGUEM MAIS PESADO COM OS NOSSOS POLITICOS.

enviado por: Descrente
O Juiz Alberto Anderson Filho leu agora a pouco a sentença de Suzane e dos Irmãos Cravinhos pelo assassinato do casal Richthofen. Suzane e seu ex-namorado, Daniel Cravinhos, foram condenados a 39 anos de reclusão (regime fechado) e seis meses de detenção (regime aberto). Já Cristian Cravinhos foi condenado a 38 anos de reclusão e seis meses de detenção (aguarde a reportagem em vídeo).

Conforme o presidente da Associação dos Advogados Criminalistas de São Paulo, Ademar Gomes, explicou ao Conversa Afiada no início do julgamento, os três devem ficar na cadeia pouco mais de dois anos (clique aqui). Pela lei brasileira, uma pessoa pode ficar no máximo 30 anos na prisão e tem direito a progressão da pena para cumprir apenas um sexto deste tempo presa. Ou seja, um sexto de 30 são cinco anos e Suzane e os Cravinhos já cumpriram cerca de quatro anos, o que significa que em pouco mais de dois anos os três estarão soltos.

Como os três foram condenados a menos de 20 anos por cada um dos crimes, a promotoria disse que não há possibilidade de haver um novo julgamento.

Suzane e os irmãos Cravinhos entraram para ouvir a sentença no tribunal do Fórum da Barra Funda à 01h50 da madrugada deste sábado, dia 22. Os advogados de defesa dos irmãos Cravinhos disseram que vão analisar a possibilidade de recorrer para pedir uma redução da pena.

Mauro Nacif, advogado de defesa de Suzane, disse que está derrotado, mas não convencido. Ao final do julgamento, ele disse que vai pedir redução da pena para Suzane com certeza. Já os promotores de acusação, estudam se vão ou não pedir uma pena maior para os três réus.

Segundo o Juiz Alberto Anderson filho esse foi o julgamento mais longo dos últimos tempos. Suzane e os irmãos Cravinhos começaram a ser julgados às 14h da ultima segunda-feira, dia 17. O julgamento terminou na madrugada deste sábado.




É, ele disse que tomou remédio de pressão a mais, um amigo me disse que talvez ele só tenha omitido que tomou com whisky  Tirem suas conclusões!!!

E a dança conduz minha vida...e isso é bom!!!

 

Mauro Lima e Adriana Aguiar (professores de Lindy Hop do evento) e Marco Antonio Perna (meu sócio)

Gente, semana passada aconteceu o IV Salão Rio Dança, evento que eu havia comentado que realizaria. Foi uma experiência enriquecedora e cansativa...

Acordava todos os dias por volta de seis e meia, pegáva o ônibus para Vila Isabel, encontrava com Marco(meu sócio) e íamos de carro até o Clube Israelita em Copacabana. Chegando lá, tinha que achar os funcionários da limpeza, conferir seus trabalhos, arrumar a mesa de produtos, as fichas de incrição, os crachás e estar linda e quase loira às dez para receber o professor da hora e os alunos participantes. Uma coquinha gelada ou um café e mais um dia se iniciava no salão.

Mosquito (professor de Samba Rock do evento)

Como já havia mencionado aqui no blog, participei como professora de forró junto a Luis Florião e como aluna dos outros professores, nas três edições passadas, além de ser assistente da coordenação na segunda, desta vez foi beeeeeeeeeeeeemmm diferente; Nem uma dancinha...Era organizar horário, avisar aos professores sobre prolongar ou terminar a aula, indicar bailes e ir "fazer sala" para os alunos de outras localidades, vender livros, dvs, cds, manter os professores hidratados, leia-se comprar água mineral, que no Clube custa R$2,00 ...

Foi uma semana maravilhosa que durou de domingo à domingo. Esse ano tivemos parceria com o 3ºToda Salsa Carioca, portanto, nosso baile de encerramento foi junto na sexta, dia 15. No sábado, como ninguém é de ferro, fui dar minhas aulas (desmarquei algumas durante a semana, só fui na quarta), depois para casa dormir, pois no domingo queria fazer as aulas finais do Toda Salsa.

Kilve Costa e Carol Pampuri (professores de Salsa Brasileira do evento)

 

Domingo o evento começava às dez e como estava no ritmo cheguei oito horas...Aulas maravilhosas...Salsa Brasileira com o Kilve e a Carol(que acabei não fazendo direito, pois a gatinha me pediu para fotografar...olha mais uma profissão aí), Salsa Cubana com o Bruno e a Dani, Palestras sobre os ritmos, Casino com o Chris e Rachel, e para fechar com chave de ouro, Estilo para damas com a Bianca Maravilhosa Gonzáles...sim eu sobrevivi e ainda fui ao baile a noite com a banda Salsa Clave!!!

 

Devo ter esquecido de várias coisas, quando lembrar posto, inclusive as fotos

Alguns dos alunos e colaboradores do evento (gente daqui do Rio, de Salvador, Camaçari, Goiânia, Floripa, Brasilia, Sampa...pessoas especiais!)

Minha profissão está tão em alta na minha vida, que diversas vezes respondo alguma pergunta me refirindo ao tabalho e pessoa que perguntou estava falando de outra coisa

 

Vivaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! 

 

p.s. Coloquei na legenda das fotos "professor(es) do evento", pois a maioria deles também ministra aulas de outros ritmos.

Quarta-feira, Junho 28, 2006


Choque Cultural

Lei de Murphy no. 463: Ninguém te explica direito

O mais difícil (e por vezes até irritante) em mudar para um lugar estrangeiro é aprender certos termos e usos de linguagem que para os nativos é normal mas que para nós pode parecer um pouco, digamos, estranho. Como, por exemplo, pedir informação na rua.

Estava procurando uma certa rua. Paro um senhor e pergunto-lhe:

- iHola! Sabe onde fica a rua *tal*?
- Pois não. Sabe aquela esquina?
- Sei.
- Então. Não é ela. Sabe a 2a esquina?
- Sim...
- Também não é essa. Sabe a 3a esquina?
- Também não é essa?
- Não, é essa. Entre nela.

Não era mais simples ter dito apenas "3a esquina"?

*****

Estava de carro, e tentando chegar numa praça. Claro que se a pé eu já me perco, de carro então nem preciso dizer que estava completamente desorientado. Detalhe: era madrugada, e o metrô não funciona de madrugada. Paro num sinal e pergunto ao motorista ao lado:

- iHola! Sabe como faço para chegar na praça *tal*?
- De metrô?

É. De metrô. Porque eu quero largar o carro por aqui e ficar esperando o metrô abrir amanhã.

Paciência... muuuita paciência....!

 

 

Gente visita o Rafa, vale muito a pena (ao menos para achar que tua vida não é tão ruim assim)

 

Leis de Murphy

Continuando...

Rebecca, Michael, Samantha, Peter, Stephanie! - Sacanagem com a criança! Botar esses nomes é muito pobre e brega! Coloca um nome simples de todo mundo falar! Isso é coisa de pai que nunca ficou famoso e agora quer que o filho fique pelo menos com nome famoso na escola! Ou você já ouviu falar de algum lorde inglês com o nome (em português, diga-se) de Francisco, Pedro, ou alguma francesa com o nome de Waleska, Bruna ou Maria?!

Hené, ou Alizabel! - Você tem cabelo duro, minha filha? Então, faça um tratamento! Isso é muito pobre! pior é quando diz: "Fiz permanente!" Permanente é o cacete! Alizabel é o cúmulo da pobreza! E aquele cheirinho é inconfundível: se vir alguém assim, meta a mão na testa e grite com fervor: Saia deste corpo que não te pertence!

Mixido (escrito assim mesmo)! - Bom, chegaste a um dos últimos níveis... Aproveitar feijão, arroz, carne desfiada e farofa do dia anterior e colocar numa panela a fogo brando... Está aí, companheiro: que ninguém veja, mas você fez um mixido. Ô coisa pobre! Quando for assim, pelo menos minta e diga que é arroz-de-carreteiro, que é um "mixido" metido a besta, uai!

Ir á Festa de 15 anos de calça jeans! - Pronto, você acabou de cometer um pecado mortal para quem não quer ser brega, nem poooobre! Se no convite está dizendo: Passeio Completo, ou Esporte Fino, seja educado e pergunte as pessoas o que significam essas palavras... Não me vá colocar uma calça jeans e sair assim, pelo amor de Deus... Se você faz isso, então não adianta nem te explicar o que significa aquela sigla lá no fim do convite (R.S.V.P)...

Cordão para fora da camisa! - Você está vindo de algum baile funk no Castelo das Pedras, pagode no Olimpo ou coisa do gênero...só falta entrar no Chevetão tocar a buzina do Vascão (cara, isso é muito brega) e comprovar que é pobre de carteirinha com.... (abaixo)

Adesivos no carro! - www.calmabundão.com.br; Rastreado por Fofoqueiro; Não Sou o Dono do Mundo, mas Sou o Filho do Dono; Bebê a Bordo; Tá nervoso? Vai pescar!... Se você, meu amigo, tem um desses no carro, tire correndo! Ou em pouco tempo estará comendo angú na Praça das Nações ouvindo o balanço de "Vai Lacraia"!

"Vou pegar uma Van (Kombi)"!
- Vai? Então você é pobre!! Pega um ônibus com ar-condicionado!! Não, você prefere gastar aqueles "ricos" vales espremido olhando quem passa de Cherokee ao teu lado... e o pior, acha o máximo quando o teu celular toca o tema da Pantera Cor-de-Rosa dentro da maldita van! Brega e pobre! se fosse o mínimo chique, colocava no vibracall...

Gato! - Não é o animal, não! Quem é pobre, não tem gato; faz gato. Gato é animal de rico, todo fresco, faz cocô na caixinha, não rosna, não late, não toma conta da casa, toma conta do sofazinho que a dona rica comprou. Agora, fazer gato...isso é muito coisa de pobre! O caso clássico de pobreza nesses casos é quando você não paga o pay-per-view do futebol e coloca aquela agulhina de costura para ver o jogo ou o canal pornô...fora aqueles gatos fajutos que todo mundo tenta para burlar o celular, mas nunca conseguem: pagam conta alta no fim. Bem-feito, seu pobre!

Linguiça e Asa de frango! - Churrasco de pobre não tem mais que isso, convenhamos... No máximo, uma maminha ... Filé mignon, picanha, fraldinha e até coração não dão o ar da graça... Carne de porco, então... só no dia em que o saci cruzar as pernas; ou seja: nunca!

Pobrema (ou ploblema), táuba, resistro, impim, mortandela, tóchico, chalchicha, berruga, subaco, imbigo, fruzão, menas (esse é o pior), mermo, largatixa, "Vou soltar no próximo ponto!", conduit! - Palavras mais utilizadas e daí vemos...é pobre! Se não é pobre, preguiçoso mesmo, porque todo mundo pode aprender que não é menas, é menos; que não é resistro, é registro; que não é impim, é aipim; que você vai saltar no próximo ponto, não "soltar"!! Pedir para essas pessoas falarem palavras simples como edema-de-gloti, paralelepípedo, helicóptero é uma afronta. Até porque não repetem a última sílaba mesmo. Fica qualquer coisa como helicópi, paralelepípi e por aí vai...a única certa que sai é "conduit". Sem contar que nomes como Wellington, Washington, Wilson e Milton se tranformam em Uélitu, Uóchintu, Uílso, e Miltu... Camões se revira no túmulo a cada vez que ouve...

e...finalmente....

Piscinão de Ramos!
- Bom, aí você pega aquela Van (com fita do senhor do bonfim no retrovisor, adesivo do "calma bundão" e aquele cachorrinho ridículo que a cada freada balança a cabeça), empresta um cigarro da marca "Amigo" (pedir cigarro emprestado é muito "coisa de pobre"!) para o trocador da van (é isso mesmo, Van também tem trocador) comenta com a boazuda do lado sobre o tênis "Naike" que comprou na Uruguaiana, "solta" no próximo ponto, perto do Piscinão, compra um "espetinho a um real", coloca aqueeeeles óculos espelhado, pede uma cerveja para o Miltu, põe "no fiado", dá uma cambalhota mortal na água (aí acabou, meu amigo, com a cambalhota, já era) e chama o bonde para assistir o Show do MC Serginho ou do Dicró, que vai começar daqui a pouco... Ô poooooobre!!!


E-mail que eu recebi, funciona melhor para cariocas que identificam os lugares e situações...e para quem não sabe, moro no Lins de Vasconcellos
 
 
COISAS DE POBRE 



Cajuzinho! - Miguel Falabella tem toda razão: imagina só, aquela festa no quintal(?), com mesinhas de ferro (?!), vinho sangue-de-boi ou cerveja em garrafa (???) e churrasquinho-de-gato (????) com a seguinte sobremesa: bolo do Prezunic com cajuzinhos... Após isso, bota o funk pra rolar egüinha pocotó e peça aquela vizinha bunduda e a amiga (que veio lá do Campinho) para dançar a coreografia...

Bolo de Padaria! - Não teve tempo de fazer o bolo? Encomenda! Mas, não tem pior presente de aniversário do que comprar bolo na padaria ou no supermercado. Normalmente, como explicado anteriormente, vem a aconpanhado de cajuzinho... é pobre demais...

Refrigerante Convenção! - Bom, amigo, se você chegou a esse ponto, está praticamente no último dan; mais uma faixa e poderá dar aula... Coca-Cola, Pepsi até Guaraná da Brahma e você vai ao Guanabara (Argh!) para comprar refrigerante de laranja da marca Convenção??? A coisa está feia para o seu lado, hein...

"Onde cê mora? Moro na Araújo Leitão, no Grajaú"!
- Coisa nenhuma! Você mora no Lins do Vasconcellos, não adianta mentir! "Moro na Clarimundo de Melo, no Méier"...Não, você mora no En-can-ta-do! "Moro na Geremário Dantas, Freguesia"...deixa de tentar, poooobre! Você mora no Pechincha! "Moro na Niemayer"...vamos ser sinceros?? Você mora no Vidigal, e ponto! Não adianta, está no IPTU !!!

Móveis da Toque a Campainha ou das Casas Bahia! - Pela mãe do guarda, é muuuuuuito pobre, pessoal! Além de ser pobre, é de péssimo gosto... São poucos os que saem do "bizarro" e se tornam simples. Pior: compram tudo isso no... carnê, outra coisa pobre pacas!!

Caneta Bic! - Só é perdoado em casos de extrema necessidade, como aquele em que, minutos antes do consurso, descobre-se que esqueceu a caneta em casa. Vai ter que pagar o preço e entrar na fila pra ser pobre: comprar no camelô mesmo! Fora isso, meu amigo, não precisa ter Monblanc, mas também, não vamos exagerar, né? Você, todo bem arrumado, vai assinar "aquele" documento, quando puxa a caneta vem uma...Bic. Dá para imaginar a cena?

 

Continua...

Dias cheiossssssssssssssssssssssss, depois explico!!!

Beijos

Treze letras
 
Zagallo é chato tem treze letras.
Parreira burro tem treze letras.
Roberto Carlos tem treze letras.
Timeco de merda tem treze letras.
França um a zero tem treze letras.
Brasil se fodeu tem treze letras.
Puta que o pariu! tem treze letras.

Não tenho mais saúde mental para viver no Rio de Janeiro

Fui com meu irmão resolver uns problemas e ao voltar, no ônibus, um ambulante disse para o motorista que acontecia um tiroteio em um lugar que teríamos que passar. Ouvi, falei para o meu irmão para nós descermos. Ele, como todos os homens que eu conheço, disse que num era nada devia ter passado. Quando chegamos no ponto em que o rapaz falou, o ônibus ficou preso e de repente começaram a atirar do nosso lado. Todos para o chão uns caindo em cima dos outros, empurrando, chorando, gritando(inclusive eu). Os tiros não paravam e nós com medo do revide, estávamos na linha de fogo e o motorista não saía do lugar...Foram minutos que pareciam intermináveis, eu apertava o braço de uma senhora no chão do meu lado, que depois me mostrou o braço arranhado pelas minhas unhas nervosas... 

Quando enfim o ônibus saiu do lugar e todos levantaram, percebi que havia batido com a cabeça(que não para de doer) e que estava suja e com a mão ralada. Ao subir minha rua e encontrar um conhecido e relatar o ocorrido, ele me explicou calmamente, que acharam uns corpos aqui perto de casa e que o que acontecera devia ser reflexo disto...isso tudo como se contasse que comprou um pão doce!!!

 

É isso, não adianta me falar que estou em depressão, que é sindrome do pânico...no máximo tenho sindrome de realidade. Uma conhecida foi levar a filhinha na escola ao meio dia, demorou a dar o carro deram tiros nela e na filha de cinco anos, outro conhecido deixou a namorada em casa e quis economizar no taxi e foi atravessar a passarela, antes de chegar nela, parou um carro, colocou a arma apontada para ele e o roubou, e isso não é nem um terço do que eu ouço diariamente. EU NÃO AGUENTO MAISSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS!!! 

Eu já sabia

 

Frase normalmente usada para comemorar mas que intitulo um post sobre a nossa não vitória.

Como na copa de 98, circularam diversos e-mails sobre uma possível conspiração para que a seleção da casa levasse a taça.

Eu não acreditava na seleção por considerar Parreira muito retranqueiro e considerar que time com muitas estrelas e pouco entrosamento não vai a lugar nenhum.

Conforme os jogos foram passando e o Brasil ganhando, fui acreditando e gostando da copa.

Infelizmente da França novamente nos deixar um gosto amargo na boca. Será que viramos fregueses? Uma pena, porque se o futebol não acaba com a miséria do país, nem caça os políticos, pelo menos traz ao povo momentos de alegria. Não esquecemos os problemas, apenas não vivemos só eles.

P.S.: Porra Parreira, substituição aos trinta, tá de sacanagem! Agora é Felipão e os patrícios.

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]